Após aquisição da Newtek pela Vizrt, ambas continuarão a operar separadamente

Após aquisição, política de canais de venda e distribuição também deve continuar inalterada.

Figurando como o evento mais antecipado da NAB 2019, a conferência de imprensa da Vizrt tinha como missão esclarecer os detalhes da aquisição da Newtek, anunciada poucos dias antes do evento. Com duas empresas tão diferentes mesclando-se, na tentativa de entender as principais mudanças que poderiam acontecer, uma sala cheia de jornalistas recebeu os esclarecimentos do CEO Michael Hallén.

Ciente das dúvidas, o executivo já abriu sua fala de forma descontraída. “Vocês devem estar se perguntando por que é que nós queríamos adquirir a Newtek”. Apesar do discurso amigável, as explicações foram bastante rasas, como já era esperado, e girou em cima das capacidades de inovação das duas companhias. “Ainda é muito cedo para falar o que exatamente vamos conseguir com esta aquisição, mas temos algumas das mentes mais inovadoras deste mercado. Vamos trancá-los numa sala para terem ideias e com certeza algo de incrível deve sair”, afirmou Hallén.

Em termos mais práticos, Hallén afirmou que nenhuma das duas marcas deixará de existir, pelo menos por hora, e que todo o modelo de negócios deve manter-se o mesmo. “São marcas muito fortes que trabalham com mercados muito diferentes, não tem porque mexermos nisso”, explicou. Questionado sobre a posição com distribuidores em mercados estrangeiros, como é o caso do Brasil, o executivo afirmou que todos os canais de distribuição que hoje trabalham com as marcas serão mantidos atuando com o mesmo portfólio.

Por fim, no que diz ao tema NDI, protocolo de transporte de vídeo em rede desenvolvido pela NewTek, mas promovido como código aberto no mercado, a Vizrt comprometeu-se a continuar apoiando o modelo. “Vemos muito potencial de mercado para o desenvolvimento do NDI, sobretudo no mercado intermediário”, explicou.

Fonte: Panorama Audiovisual

%d blogueiros gostam disto: